Gêmeos Acárdicos

O feto acárdico (conhecido pela sigla em inglês TRAP = Twin-Reversed Arterial Perfusion - gêmeo com perfusão arterial reversa) ocorre apenas em gestações gemelares monocoriônicas. Em cerca de 1% das gestações monocoriônicas podemos observar um feto acárdico (incidência aproximada de 1 para cada 35.000 nascimentos). No feto acárdico observamos uma deformidade na parte superior do corpo, com ausência de coração e de polo cefálico (anencefalia).

Este feto é inviável e não sobreviverá ao ambiente extra-uterino.

Durante a gravidez o feto acárdico recebe sangue bombeado de seu irmão gêmeo normal  (chamado de feto bomba). Este problema está correlacionado com, também presentes na Síndrome da Transfusão Feto-Fetal.