Teste da Fibronectina Fetal e o Parto Prematuro

O que é a Fibronectina Fetal?

A fibronectina fetal é uma proteína produzida durante a gestação e que funciona como um adesivo entre as membranas fetais e o útero.

O que é o teste da Fibronectina Fetal?

A fibronectina pode ser detectada através de um teste simples, indolor e não invasivo, na vagina ou no colo do útero. Em condições normais, após 22 semanas de gestação não se detecta a fibronectina. Quando a gestante apresenta sintomas de ameaça de trabalho de parto prematuro (contrações, sensação de peso em baixo ventre, sangramento ou perda de líquido pela vagina e dores tipo cólica menstrual e sem dilatação significativa do colo do útero), o teste para detecção da fibronectina fetal nas secreções vaginais e do colo do útero ajuda a identificar a mulher que tem maior risco de dar à luz prematuramente.

Como é feito o teste?

O teste é realizado através da introdução de um cotonete na vagina para coletar a secreção cérvico-vaginal. Esta secreção é analisada para presença ou ausência de fibronectina e o resultado é conhecido em poucos instantes.

Para que serve o teste?

Nas mulheres com sintomas com teste positivo, o risco de parto prematuro é maior e nas mulheres com teste negativo esse risco é muito menor e com grande probabilidade a gravidez vai durar pelo menos mais uma ou duas semanas. Ou seja, a realização do teste permite tranqüilizar as mulheres com sintomas de ameaça de parto prematuro e evitar internações e medicações desnecessárias.