Tratamento Intra-Útero da Obstrução do Trato Urinário Inferior Fetal

LUTO (Lower urinary tract obstruction)

As obstruções do trato urinário fetal podem ser baixas (inferiores) ou altas. As obstruções baixas em geral são causadas por problemas na uretra de fetos masculinos (mais comumente a válvula de uretra posterior) ou por complexas anomalias do seio urogenital em fetos femininos (cloaca).

Em fetos masculinos a obstrução causada pela VUP impede a saída de urina para a cavidade amniótica, fazendo com que o líquido amniótico fique ausente ao exame de ultra-sonografia.

A ausência do líquido amniótico, que é composto quase que totalmente de urina fetal, impede o desenvolvimento normal dos pulmões, sendo esta a principal causa de óbito em bebês que nascem com esse problema, além de levar a perda de função dos rins ainda na vida intra-uterina. Sempre que se observar a ultra-sonografia ausência de líquido amniótico e bexiga fetal distendida em fetos masculinos, a primeira hipótese diagnóstica deve ser LUTO por VUP.

Esta rara condição pode ser tratada ainda durante a gravidez, através de uma cirurgia denominada derivação vésico-amniótica (DVA), que consiste na colocação de um cateter (ou sonda), dentro da bexiga do feto, procedimento guiado por ultra-sonogradia. Esta cirurgia está indicada em fetos masculinos, geneticamente normais (através do exame de cariótipo é possível saber) e com funcionamento normal dos rins. Para saber se os rins do feto estão com função adequada é necessário colher uma porção da urina contida na bexiga fetal (através de uma punção guiada por ultra-sonografia) e analisá-la.

O INSTITUTO DE MEDICINA MATERNO-FETAL realiza esta cirurgia, que pode salvar a vida de um bebê com LUTO. O vídeo abaixo mostra o resultado final de uma cirurgia realizada recentemente no INSTITUTO DE MEDICINA MATERNO-FETAL. Observe que as setas mostram o cateter, chamado cateter de Harrison, colocado dentro da bexiga do feto, permitindo que a urina saia, aliviando a obstrução, permitindo o funcionamento normal dos rins e o desenvolvimento normal do pulmão.